Título: Governador recebe diretores do Banco Mundial e cria Unidade de Coordenação do Microbacias 3 Data: 09/10/2009
 

Nesta quinta-feira (8/10), o governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira assinou decreto que institui a Unidade de Coordenação da Estrutura Executiva do Programa Santa Catarina Rural / Microbacias 3.

O ato de assinatura foi na Casa D´Agronômica na presença do Secretário de Estado da Agricultura, Antonio Ceron, do Secretário Executivo Estadual do SC Rural/Microbacias 3, Athos de Almeida Lopes, do presidente da Epagri, Luiz Ademir Hessmann, de Valdemar Hercílio de Freitas, Gerente Técnico Estadual do Microbacias 2  e do diretor do Banco Mundial no Brasil, Makhtar Diop que estava acompanhado de mais dois gerentes nacionais do Banco Mundial.

O decreto cria a Unidade de Coordenação do Programa, composta por uma Secretaria Executiva Estadual (SEE) e 27 Secretarias Executivas Regionais (SER) com o objetivo de preparar, executar e fazer a avaliação final do novo Programa. “É um programa importante para Santa Catarina que irá consolidar a política pública que está em desenvolvimento, para o meio rural catarinense, com investimento de U$ 180 milhões, que merece atenção especial”, diz Ceron.

“Criamos a Unidade em função de ser um novo programa, com enfoque ampliado em relação ao Projeto Microbacaias 2”, comenta Lopes. “Serão mais seis anos do Programa cujo objetivo principal é aumentar a competitividade da agricultura familiar e melhorar a gestão ambiental das microbacias hidrográficas. Al´´em disso o programa tem como objetivos especificos aperfeiçoar e promover sistemas, cadeias e arranjos produtivos locais; promover a melhoria da qualidade ambiental; aumentar a apropriação dos processos de desenvolvimento pelas comunidades e integrar ações e políticas públicas para o meio rural”, conclui.

“Esse programa tem o objetivo de diminuir o êxodo rural e incrementar a preservação ambiental, a conservação de fontes e mananciais e a diversificação rural, promovendo mais qualidade de vida no campo”, comenta o governador.

O trabalho deverá envolver 140 mil famílias de agricultores e 1.920 famílias de indígenas. Dentro desse universo, uma ação diferenciada será desenvolvida para envolver 10 mil jovens rurais. Serão também consideradas beneficiárias as 936 Associações de Desenvolvimento das Microbacias (ADMs), formadas durante a execução do Microbacias 2.

Para o primeiro trimestre do próximo ano, está prevista a finalização de todo o processo de negociação envolvendo o Governo do Estado, o Governo Federal e o próprio Banco Mundial. “Gostaríamos de antecipar para o início do ano a assinatura do contrato de empréstimo com o Banco Mundial, a fim de dar mais agilidade no processo”, comenta Lopes.

Mais informações:
Secretaria Executiva Estadual do Microbacias 2 - (48) 3239 4170
Endereço eletrônico:imprensamb2@microbacias.sc.gov.br

 

 
 

Esta notícia já foi lida por 330 pessoas